IV Fórum de Bicicletas Manaus – A lição da simplicidade

Capturada_20 Oct. 26 19.29.01Do dia 27 a 30 de agosto aconteceu o IV Fórum de Bicicletas da cidade de Manaus. Na busca por diversificar e alimentar as discussões entorno do uso da bicicleta enquanto modo de transporte, o Pedala Manaus, movimento local que promoveu o fórum, criou uma agenda local sólida, direta e, sobretudo, simples.

Ser simples é ruim? De forma alguma. Pelo contrário. Pela simplicidade da agenda, o Pedala Manaus levou centenas de pessoas aos espaços onde foram realizadas atividades do Fórum e cumpriu o objetivo final do evento: fazer com que mais pessoas se mobilizassem entorno da bicicleta na cidade, envolvendo os diversos setores sociais.

Antes mesmo do Fórum começar oficialmente, alguns dos convidados foram participar, juntamente com o Pedala Manaus, de rodas de conversa dentro de uma conhecida universidade local.

DSC_6987

Convidados para o IV Fórum da Bicicleta, alunos e a professora cicloativista (tirando o selfie)

Foram duas salas e quase três horas de diálogo e troca de conhecimento sobre o uso da bicicleta como instrumento de acesso ao direito à cidade.

Para essa edição, foram convidados Zé Lobo (Transporte Ativo), Daniel Guth (Diretoi da Ciclocidade), Guilherme Tampieri (UCB e da BH em Ciclo), Alexandre Nascimento (criador e editor do Ir e Vir de Bike), Celso Sakuraba (Ciclovida) e Suzana Nogueira (CET-SP).

A abertura

DSC_7036

Bicicletário cheio na abertura do evento

Em sua abertura, o Fórum da Bicicleta de Manaus aconteceu no anfiteatro do Parque dos Bilhares e foi marcado pela presença massiva de ciclistas locais, por falas inspiradoras dos convidados e pela forte participação da mídia local na cobertura do evento.

Antes, aconteceu uma pedalada pela cidade para conhecer pontos estratégicos e a mais recente ciclovia implementada em Manaus. Entre as pedaladas, os presentes passaram na Assembleia Legislativa do Amazonas para compartilhar com um dos deputados do estado informações sobre o uso da bicicleta, a pedido dele. O objetivo da conversa era subsidiar o parlamentar de informações e conhecimentos relativo ao uso da bicicleta em Manaus, no Brasil e, também, no mundo.

Convidados pedalando por Manaus e o banner feito pela prefeitura para divulgar o Fórum

No segundo dia

No dia seguinte, o Fórum continuou no Espaço Les Artistes Café-Teatro com apresentações de alguns dos convidados e um debate sobre o uso da bicicleta na cidade, com a presença de mais de 100 pessoas no auditório e muitas participações.

DSC_7179

Espaço Les Artistes Café-Teatro

Um dos pontos altos desse momento foi o lançamento do livro “Mais que Um Leão por Dia”, do jornalista e ciclista Alexandre Nascimento, que conta sua história em uma cicloviagem por mais de quatro meses no continente africano.

Além disso, também foi lançado na cidade o livro “A Realidade da Bicicleta no Brasil 2015″, que é resultado de uma parceria entre a associação Aliança Bike, a rede Bicicleta para Todos, a rede Bike Anjo e a União dos Ciclistas do Brasil (UCB).

No terceiro dia

No último dia público do evento, o Fórum aconteceu na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas. Em uma agenda intensa, mais de uma dezena de pessoas passaram pelas mesas de debate e mais de 200 pessoas estiveram presentes no auditório da Assembleia para discutir o uso da bicicleta de uma forma geral na cidade. Estiveram presentes integrantes de coletivos de ciclistas, gestores públicos, membros do legislativo municipal e estadual e pessoas interessadas em discutir o uso da bicicleta na cidade e, em algum grau, no estado.

DSC_7224

Presentes na Assembleia Legislativa do Estado para o Forum

O Pedala Manaus demonstrou seu compromisso em contribuir com o Poder Público ao convidar diversos gestores públicos para participarem com a construção do Fórum. Infelizmente, não houve o mesmo compromisso com a discussão pública sobre a bicicleta por parte de alguns convidados. A ausência do Prefeito de Manaus, considerando a importância do tema e o grave contexto de violência no trânsito na cidade, para os presentes, foi um sintoma de como a prefeitura ainda precisa evoluir no seu compromisso com a promoção do uso da bicicleta como modo de transporte.

Em substituição ao prefeito, esteve presente o Secretário de Esporte. Esse processo demonstra que a Prefeitura de Manaus ainda não compreende a bicicleta como um modo viável de deslocamento, capaz de reduzir o congestionamento, a emissão de poluentes e o esvaziamento da cidade causada pelos carros. Ainda sobre esse fato, o prefeito não foi ao Fórum por estar presente numa corrida de estagiários na cidade. As cidadãs e cidadãos presentes lamentaram e criticaram profundamente a atitude do prefeito, que havia se comprometido publicamente a ir e levar alguns compromissos da prefeitura com a bicicleta.

Ao longo da tarde, foram apresentados diversos pontos de vista sobre a importância dos coletivos de ciclistas para a construção de uma política de mobilidade urbana por bicicletas que seja sustentável, legítima e efetiva.

Guilherme Tampieri, da UCB, fez uma comparação entre os coletivos de Paris dos quais participou e os de Belo Horizonte, sua cidade natal.

Daniel Guth compartilhou sua experiência de como instituições de ciclistas têm impactado no planejamento, desenvolvimento e execução da política de mobilidade urbana por bicicletas da capital paulista.

Zé Lobo, da Transporte Ativo, contou sua experiência de mais de 10 anos com a promoção da bicicleta no Rio de Janeiro e a relação da organização com o poder público e como ela tem perdurado ao longo das gestões que passam pelo governo da capital fluminense.

Suzana Nogueira, da CET-SP, mostrou sua experiência na gestão pública para o desenvolvimento e consolidação de uma política pública para bicicletas focada no compartilhamento do planejamento e da tomada de decisão com coletivos de ciclistas. Além, deixou claro o compromisso da gestão da capital paulista com esse modo de transporte para ajudar na mitigação dos efeitos negativos do uso excessivo do automóvel.

Materiais para pessoas tirarem fotos com eles e promoverem o Fórum nas redes sociais

Durante o evento, Paulo Aguiar, Coordenador do Pedala Manaus, lançou o Mapa Cicloviário da cidade. Manaus, como outras cidades do Brasil, entrou para a lista de cidades que possuem seus próprios mapas cicloviários alimentados pela sociedade civil.

Mapa cicloviário de Manaus.

Outros mapas cicloviários do Brasil.

No último dia

No último dia do Fórum, os organizadores e outros participantes se reuniram no hotel Go Inn para compartilhar experiências sobre o Fórum, estratégias de ações para o futuro da política de mobilidade urbana por bicicletas na cidade e também para discutir as inúmeras possibilidades de atuação do Pedala Manaus nos temas referentes ao Fórum.

Durante o Fórum, Manaus viveu mais intensamente o uso da bicicleta em suas ruas. Ao final do evento, percebeu-se que forma quatro dias de uma festa à cultura da bicicleta na cidade. Para a coordenadora do Pedala Manaus, Simone Russo, “O Fórum é para todos, pois falar, pensar, planejar ações, refletir e discutir sobre bicicletas é fundamental pra qualquer pessoa que queira uma realidade diferente, que se sinta insatisfeito e queira participar da mudança pra uma cidade melhor e principalmente, pra qualquer pessoa que tenha compromisso social com Manaus”. E ele foi exatamente isso: um momento construído de forma coletiva, com muito esforço e com resultados altamente positivos para a sociedade manauara e amazonense.

Acompanho a evolução do Fórum de Bicicleta Manaus fazem 3 anos. O evento e seus organizadores, amadurecem a cada ano, demonstrando grande interesse e participação cada vez mais apurada na causa. Infelizmente, uma cidade tão linda, com tanto a oferecer e com tantas iniciativas individuais e empresariais pró bicicletas,  parece não acompanhar as mudanças em mobilidade que o século XXI pedem e sutilmente mantém sua mobilidade com entendimentos do século passado. Que a força do Pedala Manaus e dos pedalantes da cidade iluminem o poder público para as transformações positivas que vem ocorrendo no mundo. Zé Lobo, Transporte Ativo.

A UCB agradece o Pedala Manaus pelo convite para participar desse momento de construção coletiva vivido em Manaus e reitera a importância do Pedala para o desenvolvimento da política de mobilidade urbana por bicicletas não somente na capital amazonense, mas no estado como um todo e no Brasil.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *