face capa a pe ao trabalho 2017

Campanha a Pé Ao Trabalho (07/07/2017)

#aPéAoTrabalho: um dia especial para celebrar o transporte a pé, contemplar o espaço público e resgatar todos os benefícios da mobilidade a pé.

 Ir a Pé ao trabalho é uma ótima forma de começar seu dia. Os benefícios são enormes e você ainda otimiza tempo, transformando o tempo perdido nos congestionamentos em atividade física.

Toda primeira sexta-feira do mês de Julho (este ano, 07/07), o Instituto Corrida Amiga, com apoio de várias organizações parceiras, promove o “Dia de ir #aPéAoTrabalho”, estimulando e inspirando pessoas a se deslocarem a pé ao trabalho (caminhando, correndo ou inclusive combinando parte do trajeto com bicicleta/transporte público/carona).

 E, por acreditarmos que planejar cidade para as pessoas requer colocar os pés nas ruas, Corrida amiga convidará tomadores de decisão/ gestores públicos de várias cidades a participarem do dia de ir ‪#‎aPéAoTrabalho‬ e acompanhará trajetos em várias cidades brasileiras.

 Como participar?

  • Antes de 07/07. Convide e marque mais duas pessoas nas redes sociais para irem #aPéAoTrabalho;
  • Mude seu perfil do Facebook clicando aqui
  • Dia 07/07. Vá a pé ao trabalho no dia 07/07 e publique sua foto/ vídeo/ depoimento nas redes sociais usando a hashtag #aPéAoTrabalho;

Quer ser um apoiador/a? Quer promover uma ação em sua cidade e reivindicar uma cidade mais acessível e caminhável? Entre em contato conosco e vista a camisa do #TransporteaPé.

Mais informações:

Corrida Amiga – A Pé Também é Transporte

Facebook

Instagram

E-mail: contato@corridaamiga.org / site: corridaamiga.org

Telefone: (11) 94155-5993 (Silvia Stuchi) / (11) 98221-2131 (Andrew Oliveira)

Share Button

O Brasil e a UCB no 6º Fórum Mundial da Bicicleta

  • Artigo para a coluna “Unindo Ciclos” da UCB na Revista Bicicleta. Ver demais artigos aqui.
  • Edição: Nº 72 – Abr/2017
  • Autores: Erica Telles e Guilherme Tampieri – Associados da UCB

Continue lendo

Share Button

Convocatória para Assembleia Geral da UCB

Convoca CONVOCATÓRIA

 

Através da presente ficam convocadas todas as Associadas Instituições Atuantes da UCB – União de Ciclistas do Brasil para a Assembleia Geral:

 

  • Data: 29 de junho de 2017.
  • Horário: 19h30.
  • Local: Rua Prof. Rubião Meira, 59 – Pinheiros – São Paulo/SP.
  • Pauta: 1) Prorrogação do mandato da Diretoria e do Conselho Fiscal;
    ……….. 2) Assuntos gerais.

 

Balneário Camboriú/SC, 18 de junho de 2017.

..

___________________________________
André Geraldo Soares
Diretor Presidente
União de Ciclistas do Brasil – UCB

_______________________________

Clique aqui para baixar a Convocatória em PDF.

.

Share Button
Bike-Confirma

Nota pública da UCB em favor da democracia: de bicicleta, por nenhum direito a menos

 A UCB – União de Ciclistas do Brasil é uma organização da sociedade civil fundada em 2007 com o objetivo de representar seu corpo de associados individuais e coletivos perante atores sociais diversos, do setor privado e público, especialmente os de nível federal, e lutar pela efetivação do direito social que todas nós temos ao transporte, conforme previsto na Constituição Federal. Assim sendo, trabalhamos pela efetivação do nosso direito de ir e vir de bicicleta com segurança, conforto, equidade e praticidade em todos os municípios do País.

Apesar de termos nossa agenda voltada aos inúmeros aspectos concernentes à bicicleta, nós, associadas e associados da UCB, estamos atentos aos acontecimentos políticos no País e que, em grande escala, provocam retrocesso em questões do direito à cidade, da transparência,  dos direitos humanos e dos direitos sociais e políticos de forma geral. Neste momento, não é tarde, concluímos por manifestar nossa opinião em relação ao contexto político em nível nacional e de suas possíveis implicações ao que nos move, à nossa agenda, à nossa missão enquanto instituição.

A UCB jamais se manifestou e tampouco manifestará em defesa de partidos políticos ou de governantes em relação aos fatos envoltos na recente sucessão presidencial do Brasil. A UCB, baseada nos princípios de defesa da democracia, dos direitos humanos, da legalidade e moralidade que a regem, se manifesta em nome de um grupo diverso e fundada em preceitos éticos.

A ética que nos move é aquela do respeito à próxima e ao próximo. Nesse sentido, não pode ser tolerada nenhuma inversão no direito de livre expressão e livre escolha de representantes no governo e no direito à informação e à participação política.

Atentos ao debate sobre todo o processo de formação do atual Governo Federal, manifestamos nossa preocupação com a sua legitimidade, dada a falta de consenso no meio político e jurídico sobre do mesmo. Mais preocupante ainda são as reformas políticas propostas e, algumas, aprovadas pelo atual governo em temas como educação, cultura, fiscalização, comunicação, macroeconomia, segurança pública, trabalho e política interna e externa, as quais representam retrocessos nas ainda frágeis garantias constitucionais, nos direitos humanos e dos trabalhadores.

Também não podemos deixar de mencionar nossa preocupação com as manifestações de cidadãos que atentam contra a liberdade de expressão, de manifestação e de pensamento, a igualdade étnica e de gênero, o direito de defesa, a preservação ambiental, o direito à cidade, a laicidade e outros valores construídos ao longo da história mundial e brasileira.

Somos radicalmente contra qualquer tipo de repressão, seja ela física ou moral, nas ruas ou no mundo virtual, e almejamos o desenvolvimento com inclusão social e sustentabilidade ambiental. Apoiamos o direito de manifestação e repudiamos, veementemente, a violência policial contra os manifestantes, a exemplo do que tem acontecido em diversas cidades do País. Defendemos que sejam mantidas as investigações sobre irregularidades praticadas pelos governos anteriores e atual e que seja cumprida a extirpação da corrupção, motivo pelo qual, alegadamente, se operou a sucessão presidencial, não obstante as dúvidas que pairam sobre a real existência de crime de desrespeito à Constituição Federal.

Esperamos e continuaremos a lutar por mais avanços e menos retrocessos, no sentido de uma política mais aberta em torno dos interesses coletivos e do bem comum.

Não se pode ir e vir de bicicleta com segurança e praticidade no País se não houver a garantia de outras condições basilares de desenvolvimento e igualdade social, manutenção efetiva da democracia participativa e respeito às eleitoras e aos eleitores do País.

Com desejo de um presente melhor para o país, #DiretasJá!

Share Button
GUIA

UCB lança “Guia de boas práticas para instalação de bicicletários”

GUIA DE BOAS PRÁTICAS PARA INSTALAÇÃO DE ESTACIONAMENTOS DE BICICLETAS: PARACICLOS E BICICLETÁRIOS

GUIA

Para que mais pessoas usem bicicletas é preciso oferecer-lhes estruturas adequadas – de boa qualidade, atraentes, seguras, confortáveis – tais como ciclovias, ciclofaixas e estacionamentos para bicicletas. Bicicletários e paraciclos são importantes tanto em empresas quanto em condomínios residenciais e em espaços e prédios públicos, pois demonstra respeito pela opção ou necessidade de transporte da clientela, dos funcionários, dos moradores e dos cidadãos em geral, além de contribuir para que a bicicleta possa contribuir, com toda sua potencialidade, para a qualidade de vida, para a sustentabilidade e para o direito à cidade.

baixeAs cidades brasileiras precisam de mais e de melhores estacionamentos para bicicletas. Por isto a UCB – União de Ciclistas do Brasil, apresenta aqui um estímulo, argumentos e orientações para instalação de estacionamentos adequados em estabelecimentos comerciais, serviços, instituições, condomínios, órgãos públicos,e espaços públicos, sejam paraciclos ou bicicletários.

Continue lendo

Share Button

6º Fórum Mundial da Bicicleta, por Marina Harkot

Por meio de um edital, em parceria com o Itaú, a UCB conseguiu viabilizar a ida de seis* pessoas para o 6º Fórum Mundial da Bicicleta, que aconteceu na Cidade do México, entre os dias 19 a 23 de abril, para que elas pudessem apresentar seus respectivos trabalhos desenvolvidos no Brasil. Nos próximos dias, serão publicados os sete** relatos dessas pessoas, para as informações sobre o Fórum cheguem em mais gente.

Por Marina Harkot - membro do GT Gênero da Ciclocidade e do Conselho Municipal de Trânsito e Transporte de SP.

Participar de um Fórum Mundial da Bicicleta é uma experiência inesquecível – e foi uma oportunidade incrível poder contar com o apoio da UCB para compartilhar as reflexões e aprendizados que estamos tendo no GT Gênero da Ciclocidade não apenas por causa da pesquisa “Mobilidade por Bicicleta e os Desafios das Mulheres de São Paulo”, mas do nosso envolvimento com a temática como um todo.

Continue lendo

Share Button

A experiência da Pesquisa Perfil do Ciclista Brasileiro 2015 no FMB6

Por meio de um edital, em parceria com o Itaú, a UCB conseguiu viabilizar a ida de seis* pessoas para o 6º Fórum Mundial da Bicicleta, que aconteceu na Cidade do México, entre os dias 19 a 23 de abril, para que elas pudessem apresentar seus respectivos trabalhos desenvolvidos no Brasil. Nos próximos dias, serão publicados os sete** relatos dessas pessoas, para as informações sobre o Fórum cheguem em mais gente.

Por Juciano Martins Rodrigues - Pesquisador do Observatório das Metrópoles, Coordenador Científico do Laboratório de Mobilidade Sustentável (Labmob/UFRJ). Doutor em Urbanismo com pós-doutorado em Planejamento Urbano e Regional.

Com o apoio da UCB tive a oportunidade de participar de duas atividades específicas no Fórum Mundial da Bicicleta. A primeira, na modalidade painel, apresentei junto com Blé Binatti, da Transporte Ativo, e Victor Andrade, coordenador do Labmob/UFRJ, a experiência da Pesquisa Perfil do Ciclista Brasileiro 2015 e os objetivos da próxima edição da pesquisa, que será realizada agora em 2017.

Continue lendo

Share Button

Apresentação do Trabalho Construyendo Juntos la Movilidad por Bicicletas em Belo Horizonte no FMB6

Por meio de um edital, em parceria com o Itaú, a UCB conseguiu viabilizar a ida de seis* pessoas para o 6º Fórum Mundial da Bicicleta, que aconteceu na Cidade do México, entre os dias 19 a 23 de abril, para que elas pudessem apresentar seus respectivos trabalhos desenvolvidos no Brasil. Nos próximos dias, serão publicados os sete** relatos dessas pessoas, para as informações sobre o Fórum cheguem em mais gente.

Por Amanda Corradi – Integrante da BH em Ciclo – Associação dos Ciclistas Urbanos de Belo Horizonte

Marcelo Cintra do Amaral, membro da BH em Ciclo, esteve presente no 6º Fórum Mundial da Bicicleta e apresentou o trabalho na mesa “La Bicicleta: elemento clave en la Planificación Urbana”. Marcelo acompanhou todo o processo de elaboração do Relatório dentro do GT Pedala BH.

Continue lendo

Share Button

IIIº Festival da Bicicleta da Cidade de Santos

Texto: Divulgação

Em sua terceira edição e reunindo poder público, iniciativa privada e sociedade civil organizada, o IIIº Festival da Bicicleta da Cidade de Santos pretende promover o debate, em torno dos novos rumos da bicicleta no cenário urbano. O evento, que será realizado no período de 23 a 24 de junho , no Museu Pele no Centro Histórico de Santos, terá painéis, rodas de conversa, exposições, passeio ciclístico e troca de ideias relacionadas aos avanços e desafios da bicicleta como alternativa de transporte nas cidades.

Continue lendo

Share Button

Bota pra Rodar e a Ameciclo no 6º Fórum Mundial da Bicicleta

Por meio de um edital, em parceria com o Itaú, a UCB conseguiu viabilizar a ida de seis* pessoas para o 6º Fórum Mundial da Bicicleta, que aconteceu na Cidade do México, entre os dias 19 a 23 de abril, para que elas pudessem apresentar seus respectivos trabalhos desenvolvidos no Brasil. Nos próximos dias, serão publicados os sete** relatos dessas pessoas, para as informações sobre o Fórum cheguem em mais gente.

Por Sabrina Machry é Coordenadora Geral da Associação de Ciclistas do Grande Recife – Ameciclo e foi articuladora local no Projeto Bota pra Rodar em Caranguejo Tabaiares.

Participar do Fórum Mundial da Bicicleta foi dar continuidade a uma espiral que vem se expandindo há cinco anos, desde que passei a usar a bicicleta como meio de transporte diário. Começou assim: pedalar na ciclovia de Boa Viagem e lutar para manter o equilíbrio do próprio corpo em movimento, depois veio o compartilhamento de ruas locais, com poucos carros em horários estratégicos, passando a pedalar na cidade toda, a qualquer hora: de madrugada – sozinha voltando de uma festa; na hora do rush – compartilhando o corredor de carros com os motoqueiros, com a maior cautela e cordialidade possível. Mas isso era eu na vida. Não eu no mundo. Começou a ser no mundo a partir da Ameciclo, a nossa articulação com outros cicloativistas e associações da região, a realização conjunta do primeiro Fórum Nordestino da Bicicleta, e participação de um fórum nacional (Bicicultura), e a percepção do quão importante é o compartilhamento de ideias, de projetos, de experiências, de lutas entre todos nós: vizinhos de bairro, cidade, região, país.

Continue lendo

Share Button