Fórum Mundial da Bicicleta – um dos principais eventos de ciclomobilidade do mundo

  • Artigo para a coluna “Unindo Ciclos” da UCB na Revista Bicicleta. Ver demais artigos aqui.
  • Edição: Nº 61 – Abr/2016
  • Autoras: Lívia Araújo – membro da Mobicidade e da organização do 1º e 2º FMB, em Porto Alegre; Luís Patrício – membro da Cicloiguaçu e da organização do 3o FMB, em Curitiba

Em 25 de fevereiro de 2011, um grupo de 150 ciclistas participava, em Porto Alegre, da bicicletada mensal, também conhecida como Massa Crítica. Nesse dia, um bancário acelerou seu veículo contra os participantes da ação, atingiu cerca de 20 deles e fugiu em seguida. Por sorte, não houve vítimas fatais.

Um ano depois, cidadãos comuns organizaram um evento em Porto Alegre com o intuito de refletir sobre cidades construídas para usuários de todos os modos de transporte, com foco, porém, na bicicleta. A organização, que aconteceu em poucos meses, graças ao trânsito de informações das redes sociais, conseguiu mobilizar pessoas de diversos estados brasileiros e de vários países da América Latina para dialogar, entre outros assuntos, sobre planejamento urbano e possíveis transformações para as cidades.

Assim, surge o primeiro Fórum Mundial da Bicicleta – FMB, organizado e custeado por cidadãos comuns e aberto a plurais participações. O evento contou com apoios pontuais do poder público e de pequenas empresas.A edição seguinte, realizada também em Porto Alegre, atingiu um público de milhares de pessoas. Em 2014, o FMB foi realizado em Curitiba e um ano depois, ao acontecer em Medellín, na Colômbia, ele ganhou a América Latina. Este ano, ele acontece, entre 31 de março e 5 de abril, em Santiago, capital chilena que, por possuir uma poluição que atinge níveis alarmantes, assistiu a um considerável aumento de ciclistas antes mesmo da melhoria da infraestrutura cicloviária.

Como em todo grande evento, a movimentação começa muito antes. O V FMB já realizou um Pré-Forum com divulgação presencial por todo o Chile, em cidades como Antofagasta e Gualliguaica. Em 25 de fevereiro, para lembrar os cinco anos do atropelamento coletivo em Porto Alegre, foi realizada uma pedalada até o alto do Parque Metropolitano de Santiago, local em que foi exibido o filme Bikes vs Cars, num cinema alimentado por bicicletas pedaladas. A atração ao ar livre teve como mote “Energia humana, Poder cidadão”.

Traçando seu histórico, então, o FMB se consolida como um dos maiores eventos mundiais de ciclomobilidade, bem como um dos mais inclusivos, por acolher as mais diferentes manifestações e manter-se gratuito aos participantes, positivo cenário para fomentar a cultura da bicicleta por meio da troca de experiências e formação de conexões. Um exemplo dessa constatação é a criação da rede latinoamericana de ciclistas, articulada entre organizações de diversos países presentes no evento – diálogo no qual está inserida a UCB – União de Ciclistas do Brasil.

O Fórum continua sendo um evento cidadão, capaz de gerar uma real transformação por meio do debate e de experiências em primeira mão. Nesta edição, em que mais de 40 pessoas associadas à UCB estarão presentes, cerca de 20 trabalhos ligados à promoção do uso da bicicleta e que foram desenvolvidos em nosso país serão apresentados. Com ações coletivas como essas, portanto, os brasileiros participantes pretendem mostrar que a temática é pautada de forma recorrente pela sociedade civil, que clama por alternativas que atendam às reais necessidades da mobilidade urbana dentro do Brasil.

Clique aqui para baixar o artigo em PDF.

.

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *